Pinterest • O catálogo mundial de ideias

Explora Ei Amor, Tinhas e outros!

Tu já tinhas um nome, e eu não sei se eras fonte ou brisa ou mar ou flor. Nos meus versos chamar-te-ei amor... Eugénio de Andrade Foto laura makabresku

Ele sonhava com ela quase todas as noites, com o amor que faziam. Levantava-se da cama onde dormia outra. Ia até à janela. I'm on fire! Ela está ali, algures, para lá daquelas árvores. O ar que respiramos é o mesmo, o sol é o mesmo, esta lua é a mesma. Se mudasse toda a minha vida? Se lhe dissesse que ia ser tudo diferente daqui em diante? Resolveu, por fim, escrever-lhe aquela carta. Dizia-lhe:não posso viver sem ti. Se isto é a que chamas amor, eu também te amo.

o que é este amor que nos ama? este amor que vem de lado nenhum, secreta passagem onde chave é incógnita sujeito, ponte esperança, pensamento de lado nenhum, a outra como a outra, natureza feminina e viril voo levantado. parecia termos tudo e esse tempo não existe. tristan reveur

a incerteza do caminho no calor do teu corpo apeadeiro onde se canta a arritmia de um adeus. bebo nesta paixão desenfreada a loucura nua de te saber em nome, em corpo, em voz. Gosto de te encontrar proibida de desejos (tristan reveur)

o anúncio gigante da tortura do nosso amor onde o teu nome é a palavra mais pesada de tempo e a mais bela flor de paixão,escrevo. (tristan reveur)

os meus lábios nos teus lábios são a prece na madrugada onde dois corpos se amam os meus lábios nos teus lábios são a dor onde me deito os meus lábios nos teus lábios são delito sem culpa formada crime paradigma de futuro os meus lábios nos teus lábios são promessa de transgressão letal som sem produzir som os meus lábios nos teus lábios são eu e tu e este amor sem cura nem dedicatória o meu nome no teu nome perdidos achados em canto pagão nos teus lábios os meus lábios são (tristan…