Pinterest • O catálogo mundial de ideias

Explora Sonhos Se, Seu Sonho e outros!

Amar é deixar o outro sonhar. O resto é entre ele e seu sonho.

Amar é deixar o outro sonhar. O resto é entre ele e seu sonho.

Trabalho não é para amar, é para sustentar o que você mais ama.

Trabalho não é para amar, é para sustentar o que você mais ama.

Nada posso fazer acerca de mim mesmo, senão enganar-me, mais e mais. Quem dera ser vidente do presente, aquele futuro que fabriquei no passado sem saber que o fazia. Sou escravo de meus enganos. Quando penso estar me libertando, me engano de novo. Essa é a realidade, contraditória a qualquer imagem diferente que eu possa passar. Toda imagem não passa de um ideal projetado, uma mentira que já nasce condenada a ser uma verdade frustrada, tal como a vida já nasce fadada a ser morte.

Nada posso fazer acerca de mim mesmo, senão enganar-me, mais e mais. Quem dera ser vidente do presente, aquele futuro que fabriquei no passado sem saber que o fazia. Sou escravo de meus enganos. Quando penso estar me libertando, me engano de novo. Essa é a realidade, contraditória a qualquer imagem diferente que eu possa passar. Toda imagem não passa de um ideal projetado, uma mentira que já nasce condenada a ser uma verdade frustrada, tal como a vida já nasce fadada a ser morte.

A paixão é uma coadjuvante da preservação da espécie. Potencializa o desejo, a libido e a reprodução. Cumprida sua função, vai embora deixando heranças. Podem ser filhos (desejados ou não). Podem ser dores (nunca desejadas). Pode ser o amor de fato (sempre desejado), este que dá continuidade ao que é verdadeiro e bom, e afasta o que não seja.

A paixão é uma coadjuvante da preservação da espécie. Potencializa o desejo, a libido e a reprodução. Cumprida sua função, vai embora deixando heranças. Podem ser filhos (desejados ou não). Podem ser dores (nunca desejadas). Pode ser o amor de fato (sempre desejado), este que dá continuidade ao que é verdadeiro e bom, e afasta o que não seja.

Viver o sonho é tirá-lo das nuvens e trazê-lo para o dia-a-dia, fazendo o que é necessário para formar os alicerces que tornarão possível realizá-lo. E depois de realizado, celebrar, curtir o que tanto o motivou para conquistar sua nova realidade. Sonhe livremente nas nuvens, estude e trabalhe trilhando fortemente o seu chão.

Viver o sonho é tirá-lo das nuvens e trazê-lo para o dia-a-dia, fazendo o que é necessário para formar os alicerces que tornarão possível realizá-lo. E depois de realizado, celebrar, curtir o que tanto o motivou para conquistar sua nova realidade. Sonhe livremente nas nuvens, estude e trabalhe trilhando fortemente o seu chão.

Cabe a cada um ouvir o seu próprio "eu", de preferência sem a insistente intervenção de terceiros, especialmente quando esta se torne inconveniente por não estar sendo solicitada. Deixar ir é desapego e respeito à individualidade. Permanecer à espreita é oportunismo. É preciso saber quando sair de cena. (Gutto Carrer Lima)

Cabe a cada um ouvir o seu próprio "eu", de preferência sem a insistente intervenção de terceiros, especialmente quando esta se torne inconveniente por não estar sendo solicitada. Deixar ir é desapego e respeito à individualidade. Permanecer à espreita é oportunismo. É preciso saber quando sair de cena. (Gutto Carrer Lima)

Quando a gente desapega, vem outro e pega.  Problema nenhum nisso, se você desapegou.

Quando a gente desapega, vem outro e pega. Problema nenhum nisso, se você desapegou.

Só posso confessar o que fiz sozinho.  O que fiz acompanhado é segredo do outro,  que guardo comigo.

Só posso confessar o que fiz sozinho. O que fiz acompanhado é segredo do outro, que guardo comigo.

Querer agradar todo mundo é diferente de querer que todos gostem da gente.  Há quem se agrade sem gostar. Há quem não se agrade, simplesmente. Há quem ame, incondicionalmente. Mas não há quem goste, gratuitamente.  Gostar requer análise. Amar, não.   E afinidades, não têm explicação. Está na mente, está no espírito, está no ar, no coração.

Querer agradar todo mundo é diferente de querer que todos gostem da gente. Há quem se agrade sem gostar. Há quem não se agrade, simplesmente. Há quem ame, incondicionalmente. Mas não há quem goste, gratuitamente. Gostar requer análise. Amar, não. E afinidades, não têm explicação. Está na mente, está no espírito, está no ar, no coração.

Ter dá trabalho, seja o que for. O trabalho consome tempo, tempo que é a vida. Todos os objetos úteis e inúteis. Os animais de estimação para suprir carências. Amigos. Filhos. Herdeiros de nossa ilusória continuidade. Nossa reputação. A ideia de si mesmo. Trabalho! Tempo que se vai. Se esgota ao tempo em que nos perguntamos: para quê? Para sentirmo-nos vivos. Para termos uma identidade. Ter dá trabalho. E ser também.

Ter dá trabalho, seja o que for. O trabalho consome tempo, tempo que é a vida. Todos os objetos úteis e inúteis. Os animais de estimação para suprir carências. Amigos. Filhos. Herdeiros de nossa ilusória continuidade. Nossa reputação. A ideia de si mesmo. Trabalho! Tempo que se vai. Se esgota ao tempo em que nos perguntamos: para quê? Para sentirmo-nos vivos. Para termos uma identidade. Ter dá trabalho. E ser também.

O que considero mais louco na natureza, é que ela não privilegia a nenhum de seus componentes. A natureza se equilibra constantemente buscando o ÓTIMO para todos, nunca a excelência de uns em detrimento de outros. Como seres naturais, saímos da regra natural. Não nos encaixamos neste planeta. Queremos que ele se adapte a nós e não nós a ele. Como ele é muito maior do que nossa efêmera e escrota existência, nos vingamos e, por raiva, o destruímos.

O que considero mais louco na natureza, é que ela não privilegia a nenhum de seus componentes. A natureza se equilibra constantemente buscando o ÓTIMO para todos, nunca a excelência de uns em detrimento de outros. Como seres naturais, saímos da regra natural. Não nos encaixamos neste planeta. Queremos que ele se adapte a nós e não nós a ele. Como ele é muito maior do que nossa efêmera e escrota existência, nos vingamos e, por raiva, o destruímos.