Pinterest • O catálogo mundial de ideias

Explora Nogueira Pessoa, Fernando Pessoa e outros!

A presente edição reproduz integralmente a obra Poesia de Fernando Pessoa - Introdução e Selecção de Adolfo Casais Monteiro, 2ª edição, 1945, Editorial Confluência, Lisboa. Trata-se de uma compilação abrangente e criteriosamente seleccionada, que compreende todas as facetas da obra de Fernando Pessoa.

de Catraca Livre

Faça download de todas as poesias de Fernando Pessoa

"O poeta é um fingidor/Finge tão completamente/Que chega a fingir que é dor/A dor que deveras sente". Quem nunca ouviu a poesia de Fernando Pessoa? O portal Domínio Público está disponibilizando esta e todas as outras obras poéticas do escritor português para download. Com muitos heterônimos na imaginação, Pessoa foi também Álvaro de Campos, Ricardo Reis e...<br /><a class="more-link"…

Fernando Pessoa (Fernando António Nogueira de Seabra Pessoa born in Lisboa, Portugal on June 13, 1888 – November 30, 1935). Works include: The Surprise of Being, Poésies d'Alvaro de Campos +157 more

de issuu

Eu, Fernando Pessoa em quadrinhos

Eu, Fernando Pessoa em quadrinhos Nesta narrativa em quadrinhos Fernando Pessoa é visto a partir de sua obra e de uma carta em que ele explica ao amigo Adolfo Casais Monteiro o nascimento e vida de seus principais heterônimos – Alberto Caeiro, Ricardo Reis e Álvaro de Campos – e do semi-heterônimo Bernardo Soares. O roteiro construído por Susana Ventura com base em textos históricos (cartas, obituários dos jornais de época) recebeu a leitura visual vertiginosa e genial de Guazzelli, em sua…

de Catraca Livre

De graça: 18 livros para ler antes de morrer

O portal Universia selecionou 18 livros que todo mundo precisa ler antes de morrer. Entre eles estão grandes nomes da literatura nacional, como Machado de Assis e Euclides da Cunha,da literatura espanhola, como Miguel de Cervantes, e inglesa, como Shakespeare e Jane Austen. Confira todos: 1. Do Livro do Desassossego, de Fernando Pessoa 2. A Divina...<br /><a class="more-link"…

Há muito, muito tempo atrás, um historiador e geógrafo grego chamado Heródoto resolveu relatar suas aventuras pelo mundo num grande livro. Milhares de anos depois, Ilan Brenman decidiu recontá-las, retomando a importância histórica e toda a graça desses textos que, apesar de antigos, podem entreter e trazer reflexões também para as crianças de hoje

de Catraca Livre

Monólogo trabalha com personagem heterônimo de Fernando Pessoa

A partir da quinta-feira, dia 26, a Companhia de Arte apresenta o espetáculo “Eu, Álvaro de Campos”. Exibido sempre às quintas-feiras, o monólogo fica em cartaz até 17 de outubro.