Explora Pela Multidão, Beijo Para e outros!

Explorar tópicos relacionados

"Se para alguns essa época do ano não passa de pretexto para a libertinagem e banalização do beijo, para muitos os tempos de liberdade desmedida são uma excelente oportunidade para se despir de qualquer pudor e espalhar amor pela multidão."

As cidades estão estéreis. Mortas. O espaço urbano transformou-se num mundo espectral e o homem da multidão experimenta uma sensação ilusória, marcada pela distracção e pela ausência da realidade circundante. É preciso reabilitá-lo.

"Tamanha gentileza.Tal segurança, ostentação tão grande. A multidão expande. Com ares de legítima grandeza. O gosto pervertido. Acha o sublime neste abatimento. E dá-lhe agradecido. O louro e o monumento."

"Quem não sabe povoar sua solidão também não sabe estar só no meio de uma multidão ocupadíssima.” Lowry foi um povoador de sua solidão.

"As súplicas desvairadas que se disseminam por uma multidão de homens e mulheres raivosos e famintos para que os “culpados”, os “delinquentes” e os “loucos” sejam massacrados e mortos em massa em nome da ordem e do progresso ensejam, na verdade, a bestialidade e a persecução de uma ideia de justiça completamente errônea e corrompida, a qual busca, pura e simplesmente, pagar o mal com o mal."

Nesse tumulto e multidão que são as opiniões virtuais nos dias de hoje, fica fácil perder a veracidade do que se diz. Contudo, propagar ideias e não vivê-las é navegar no seco, dessa forma não se sai do lugar. Como disse Mahatma Gandhi: seja a mudança que você quer ver no mundo. http://lounge.obviousmag.org/entre_parenteses/2015/09/e-preciso-viver-o-que-se-diz-1.html

Antes de estar com alguém, estamos junto com nós mesmos. E, eventualmente, temos medo do silêncio, acumulamos informação nas paredes, usamos ajuda para relaxar a mente, ficamos desconfortáveis na multidão.

Após um trágico acidente em que morrem seu marido e sua filha, a famosa modelo Julie (Juliette Binoche) decide renunciar sua própria vida. Ela se afasta de tudo e todos e assume o anonimato em meio a multidão parisiense.

50 poderes impressionantes do seu cérebro [parte 1] | HypeScience

"O mundo atual têm se deparado com demasiado individualismo. Nos mercados vemos pequenas porções de ovos, pães e iogurte a venda– tudo para o consumo em um lar solitário. Nos lançamentos imobiliários, espaços pequenos onde viverão uma ou no máximo duas pessoas. Uma multidão de solitários caminha pelas ruas carregando essa geringonça chamada Smarthphone. "

Pinterest • O catálogo mundial de ideias
Search