Explora Em Nanquim, Final Em e outros!

Explorar tópicos relacionados

CANÇÃO DO MAR SOMBRIO  Página da história “Canção do Mar Sombrio”  de Fabricio Saade Pagani. Feito a lápiz, arte final em nanquim e cor no photoshop.  Por Douglas Docelino

CANÇÃO DO MAR SOMBRIO Página da história “Canção do Mar Sombrio” de Fabricio Saade Pagani. Feito a lápiz, arte final em nanquim e cor no photoshop. Por Douglas Docelino

O que foi o estupro de Nanquim | História Militar Online

O que foi o estupro de Nanquim | História Militar Online

Teatro da PazOs 400 anos de história e beleza de Belém são homenageados em imagens de época na exposição “Paris do Sol 400 anos – A Belém que a gente não viu”, organizada pelo Banco da Amazônia. São 19 gravuras, 16 trabalhos em nanquim e 13 azulejos originais utilizados em prédios na virada do século XIX para o XX, a conhecida Bélle Époque, para a apreciação do público.

Teatro da PazOs 400 anos de história e beleza de Belém são homenageados em imagens de época na exposição “Paris do Sol 400 anos – A Belém que a gente não viu”, organizada pelo Banco da Amazônia. São 19 gravuras, 16 trabalhos em nanquim e 13 azulejos originais utilizados em prédios na virada do século XIX para o XX, a conhecida Bélle Époque, para a apreciação do público.

Os 400 anos de história e beleza de Belém são homenageados em imagens de época na exposição “Paris do Sol 400 anos – A Belém que a gente não viu”, organizada pelo Banco da Amazônia. São 19 gravuras, 16 trabalhos em nanquim e 13 azulejos originais utilizados em prédios na virada do século XIX para o XX, a conhecida Bélle Époque, para a apreciação do público.

Os 400 anos de história e beleza de Belém são homenageados em imagens de época na exposição “Paris do Sol 400 anos – A Belém que a gente não viu”, organizada pelo Banco da Amazônia. São 19 gravuras, 16 trabalhos em nanquim e 13 azulejos originais utilizados em prédios na virada do século XIX para o XX, a conhecida Bélle Époque, para a apreciação do público.

Cine Olympia. Os 400 anos de história e beleza de Belém são homenageados em imagens de época na exposição “Paris do Sol 400 anos – A Belém que a gente não viu”, organizada pelo Banco da Amazônia. São 19 gravuras, 16 trabalhos em nanquim e 13 azulejos originais utilizados em prédios na virada do século XIX para o XX, a conhecida Bélle Époque, para a apreciação do público.

Cine Olympia. Os 400 anos de história e beleza de Belém são homenageados em imagens de época na exposição “Paris do Sol 400 anos – A Belém que a gente não viu”, organizada pelo Banco da Amazônia. São 19 gravuras, 16 trabalhos em nanquim e 13 azulejos originais utilizados em prédios na virada do século XIX para o XX, a conhecida Bélle Époque, para a apreciação do público.

Os 400 anos de história e beleza de Belém são homenageados em imagens de época na exposição “Paris do Sol 400 anos – A Belém que a gente não viu”, organizada pelo Banco da Amazônia. São 19 gravuras, 16 trabalhos em nanquim e 13 azulejos originais utilizados em prédios na virada do século XIX para o XX, a conhecida Bélle Époque, para a apreciação do público.

Os 400 anos de história e beleza de Belém são homenageados em imagens de época na exposição “Paris do Sol 400 anos – A Belém que a gente não viu”, organizada pelo Banco da Amazônia. São 19 gravuras, 16 trabalhos em nanquim e 13 azulejos originais utilizados em prédios na virada do século XIX para o XX, a conhecida Bélle Époque, para a apreciação do público.

Dezenho por idea da cidade de São Paulo. Este mapa confecionado em nanquim, sem autor identificado, registra São Paulo no século 18.  Este desenho faz parte da coleção do Arquivo de Mateus adquirido pela Biblioteca Nacional.

Dezenho por idea da cidade de São Paulo. Este mapa confecionado em nanquim, sem autor identificado, registra São Paulo no século 18. Este desenho faz parte da coleção do Arquivo de Mateus adquirido pela Biblioteca Nacional.

A primeira medalha de ouro do vôlei de praia na história dos Jogos Olímpicos da Juventude é brasileira. Duda e Ana Patrícia venceram as gêmeas canadenses Megan e Nicole McNamara por 2 sets a 1 (17/21, 21/13, 16/14) e conquistaram o título em Nanquim, na China. Foi a primeira edição do torneio com a presença do vôlei de praia. Mais um título para a sergipana Duda, bicampeã mundial Sub-19, e a primeira conquista internacional da mineira Ana Patrícia.

A primeira medalha de ouro do vôlei de praia na história dos Jogos Olímpicos da Juventude é brasileira. Duda e Ana Patrícia venceram as gêmeas canadenses Megan e Nicole McNamara por 2 sets a 1 (17/21, 21/13, 16/14) e conquistaram o título em Nanquim, na China. Foi a primeira edição do torneio com a presença do vôlei de praia. Mais um título para a sergipana Duda, bicampeã mundial Sub-19, e a primeira conquista internacional da mineira Ana Patrícia.

Curta metragem feito com técnicas mistas, animação de recortes digital a partir de ilustrações em nanquim e lápis, e cenas com fotografias imersivas mostrando toda capacidade de finalização com efeitos visuais. A história é um diálogo introspectivo do personagem, mostrando momentos de solidão cotidiana para chegar em um equilíbrio.  O curta está em produção e está previsto para o meados de 2016, tem a participação de Levy Ribeiro e Renata Senna com fotografias  e a direção de Leandro…

Curta metragem feito com técnicas mistas, animação de recortes digital a partir de ilustrações em nanquim e lápis, e cenas com fotografias imersivas mostrando toda capacidade de finalização com efeitos visuais. A história é um diálogo introspectivo do personagem, mostrando momentos de solidão cotidiana para chegar em um equilíbrio. O curta está em produção e está previsto para o meados de 2016, tem a participação de Levy Ribeiro e Renata Senna com fotografias e a direção de Leandro…

O que foi o estupro de Nanquim | História Militar Online

O que foi o estupro de Nanquim | História Militar Online

Pinterest • O catálogo mundial de ideias
Search