Pinterest • O catálogo mundial de ideias

Explora Arquitetura Persa, Da Arquitetura e outros!

Ruínas de Persópolis: exemplo da arquitetura persa

Edinburgh Castle ~ Scotland. What an incredible photo and a permanent reminder…

Arte Persa-A civilização persa era predominantemente guerreira, essas característica se refletiam em suas manifestações artísticas, como a representação mítica de criaturas fantásticas, quase sempre grandes, e poderosos animais, com cabeças humanas, simbolizando seu poderio militar bruto.Como na maioria das civilizações antigas, todo esse luxo era sustentado com base na exploração da classe oprimida dos servos e com o uso do trabalho escravo. A arquitetura persa recebeu influência assíria...

ARQUITETURA - O Persa teve uma arquitetura cujas características foram: belos palácios erguidos construídos em plataformas de 50 pés de altura, que foi atingido por escadas e madeira utilizada para coberturas.. A principal palácio foi Darius Persepolis.

Brinco com romãs-Sob a administração dos imperadores Ciro, Dario e Xerxes, os persas estabeleceram uma sociedade marcada por sua arquitetura sofisticada e monumental.O brinco ao lado, feito de ouro, tem no centro três barras nas quais estão presos pingentes na forma de romã. O pingente maior, ao centro, é feito de lápis lazuli.

Baixo relevo de guerreiros persas na cidade de Persépolis.

Carruagem de ouro -Os organizadores da exposição acreditam que ela contribuirá para um melhor entendimento dos temas atuais envolvendo a região do Oriente Médio. Esta peça trabalhada em ouro é o modelo de uma carruagem, encontrada na região de Takht-i Kuwad, atual Tadjiquistão.

Ormuz é o mestre e criador do mundo. Ele é soberano, onisciente, deus da ordem. O Sol é seu olho, o céu suas vestes bordadas de estrelas. Atar, o relâmpago, é seu cílio. Apô, as águas, são suas esposas. Ahura Mazda é o criador de outras sete divindades supremas, os Amesha Spenta, que reinam, cada um, sobre uma parte da criação e que parecem ser desdobramentos de Ahura Mazda. Assim como Ahura Mazda estava cercado por seis Amesha Spenta e de outras divindades, Angra Mainyu (Ahriman)

Zoroastro, Pérsia. Filho de uma virgem, fecundada pela luz divina de Ahuramazda. Quando nasceu, em vez de chorar, riu e muitos dos seus inimigos tentaram matá-lo, a fim de que não cumprisse sua missão divina. Teve discípulos, fez milagres e ensinou, além de ser tentado pelo Diabo no Deserto. Ficou conhecido por causa de sua bondade com pobres, anciãos, enfermos e animais. Poucos acreditavam nele, um deles era seu primo.