Pinterest • O catálogo mundial de ideias

Explora estas ideias e outras!

de Folha online

Belo Monte - 06/09/2016 - Mercado - Fotografia - Folha de S.Paulo

Belo Monte - - Mercado - Fotografia - Folha de S.Paulo

Belo Monte: MPF convoca audiência pública para debater reparação da violação de direitos humanos da população ribeirinha do Xingu | Manutenção do modo de vida das comunidades e garantia de retorno e permanência no rio são prioridades da discussão, que envolve autoridades, moradores e cientistas.

Em maio, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, solicitou a STF a abertura de inquérito para investigar o então ministro do Planejamento, além de Renan Calheiros e os senadores Valdir Raupp (RO) e Jader Barbalho (PA), ambos do PMDB. Os peemedebistas são suspeitos de integrar um esquema de pagamento de propina na construção da usina hidrelétrica de Belo Monte, no Pará.

Cade assina 4º acordo de leniência na Lava Jato e investigará Belo Monte - JOTA

Em uma das falas – interceptadas em março, semanas antes da votação do impeachment na Câmara –, o senador sugeriu a Sérgio Machado que uma “mudança” no governo federal, com a saída de Dilma Rousseff da Presidência, resultaria em um pacto para interromper prisões da Lava Jato. Jucá disse ainda que a resposta a ser dada ao avanço da operação tinha de ser política, para evitar que o caso envolvendo a cúpula do PMDB caísse nas mãos do juiz federal Sérgio Moro.

De novo líder do governo no Congresso, Jucá coleciona complicações na Justiça. Ex-ministro nos governos FHC, Lula e Dilma, peemedebista responde a quatro inquéritos no STF, dois deles relativos à Operação Lava Jato

O atual segundo-vice-presidente do Senado é alvo de quatro investigações no STF. No Inquérito 3989, da Lava Jato, Jucá responde pelos crimes de lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e corrupção passiva.

O ex-ministro do Jucá assume as novas funções no Senado reafirmando que continuará a trabalhar pela rápida aprovação da nova meta fiscal do Executivo, principalmente a proposta que limita gastos públicos por 20 anos.

“Então eu estou preocupado com o quê? Comigo e com vocês. A gente tem que encontrar uma saída”, declarou. Segundo ele, as novas delações da Lava Jato não deixariam “pedra sobre pedra”. Ainda no exercício do mandato de senador, do qual se licenciou para assumir o ministério, Jucá concordou que o caso de Machado “não pode ficar na mão desse [Moro]“.

de Estadão

Dona de Belo Monte avalia comprar a própria energia para obter empréstimo - Economia

Decisão seria saída para a Norte Energia conseguir R$ 2 bi do BNDES, além de R$ 500 milhões em debêntures, para concluir obras; maior acionista da concessionária, Eletrobrás estaria disposta a bancar o risco