Explora Seringal Cachoeira, Cachoeira De e outros!

Explorar tópicos relacionados

No final dos anos 80, as ameaças de morte por donos de madeireiras, de seringais e de fazendas de gado tornaram-se comuns. A desapropriação do Seringal Cachoeira, de  Darly Alves, custou-lhe, no entanto, a vida. Em 1988, Chico Mendes foi assassinado no quintal de sua casa, em Xapuri, com um tiro no peito. | http://ecoredesocial.com.br/2015/07/quem-foi-chico-mendes/

No final dos anos 80, as ameaças de morte por donos de madeireiras, de seringais e de fazendas de gado tornaram-se comuns. A desapropriação do Seringal Cachoeira, de Darly Alves, custou-lhe, no entanto, a vida. Em 1988, Chico Mendes foi assassinado no quintal de sua casa, em Xapuri, com um tiro no peito. | http://ecoredesocial.com.br/2015/07/quem-foi-chico-mendes/

Igreja de São Sebastião | Município de Xapuri - ACRE | "Cidade de Chico Mendes"

Igreja de São Sebastião | Município de Xapuri - ACRE | "Cidade de Chico Mendes"

A história de Chico Mendes Documentário

A história de Chico Mendes Documentário

| DEZEMBRO.2013 | Vinte e cinco anos se passaram desde o assassinato de Chico Mendes em Xapuri, em 22.12.1988. Seu legado foi lembrado nesta quinta-feira, 19/12, em seminário de final do ano do ISA. O antropólogo da Unicamp, Mauro Almeida, que trabalhou com Chico Mendes, fez um breve histórico sobre a articulação que se iniciou na década de 1970 e na década de 1980 reuniu dois movimentos distintos.

| DEZEMBRO.2013 | Vinte e cinco anos se passaram desde o assassinato de Chico Mendes em Xapuri, em 22.12.1988. Seu legado foi lembrado nesta quinta-feira, 19/12, em seminário de final do ano do ISA. O antropólogo da Unicamp, Mauro Almeida, que trabalhou com Chico Mendes, fez um breve histórico sobre a articulação que se iniciou na década de 1970 e na década de 1980 reuniu dois movimentos distintos.

O escritor João Guimarães Rosa fotografado por Eugenio Silva para a revista “O Cruzeiro”, durante a viagem de dez dias pelo sertão, em 1952, acompanhando um grupo de vaqueiros que levava uma boiada de uma fazenda a outra, em um percurso de 240 quilômetros.   A travessia de Guimarães Rosa seguindo os vaqueiros resultaria, anos mais tarde, no livro "Grande Sertão: Veredas".

O escritor João Guimarães Rosa fotografado por Eugenio Silva para a revista “O Cruzeiro”, durante a viagem de dez dias pelo sertão, em 1952, acompanhando um grupo de vaqueiros que levava uma boiada de uma fazenda a outra, em um percurso de 240 quilômetros. A travessia de Guimarães Rosa seguindo os vaqueiros resultaria, anos mais tarde, no livro "Grande Sertão: Veredas".

Chico Mendes nasceu em Xapuri, no Acre, em 1944. Herdou do pai, Francisco Mendes, a profissão de seringueiro e começou a trabalhar com a família aos 9 anos. Sem escolas na região, aprendeu a ler em jornais, com 19 anos. Percebendo a condição de vida dos trabalhadores que dependiam da Floresta Amazônica e o avanço do desmatamento, tornou-se  líder de resistência pacífica em defesa dos seringueiros e demais extrativistas.

Chico Mendes nasceu em Xapuri, no Acre, em 1944. Herdou do pai, Francisco Mendes, a profissão de seringueiro e começou a trabalhar com a família aos 9 anos. Sem escolas na região, aprendeu a ler em jornais, com 19 anos. Percebendo a condição de vida dos trabalhadores que dependiam da Floresta Amazônica e o avanço do desmatamento, tornou-se líder de resistência pacífica em defesa dos seringueiros e demais extrativistas.

A luta como sindicalista começou (1975) quando assumiu a secretaria geral do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Basileia (Acre). Criou o Conselho Nacional dos Seringueiros, ONG de defesa às condições de vida e trabalho das comunidades que dependiam diretamente da floresta. Em 1985, no Encontro Nacional dos Seringueiros, propôs a "União dos Povos da Floresta": unir os interesses dos índios e seringueiros, a partir da criação de reservas extrativistas e da garantia de reforma agrária.

A luta como sindicalista começou (1975) quando assumiu a secretaria geral do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Basileia (Acre). Criou o Conselho Nacional dos Seringueiros, ONG de defesa às condições de vida e trabalho das comunidades que dependiam diretamente da floresta. Em 1985, no Encontro Nacional dos Seringueiros, propôs a "União dos Povos da Floresta": unir os interesses dos índios e seringueiros, a partir da criação de reservas extrativistas e da garantia de reforma agrária.

Marcelo Auler “Genésio Ferreira da Silva tinha apenas 13 anos quando o peão Darci Alves, de 21, a mando do pai fazendeiro Darli Alves, matou com um tiro de espingarda calibre 20 o líder seringueiro e ecologista Chico Mendes, em Xapuri, no Acre. O menino conhecia pouco a vítima, mas sabia muito sobre a vida …

Marcelo Auler “Genésio Ferreira da Silva tinha apenas 13 anos quando o peão Darci Alves, de 21, a mando do pai fazendeiro Darli Alves, matou com um tiro de espingarda calibre 20 o líder seringueiro e ecologista Chico Mendes, em Xapuri, no Acre. O menino conhecia pouco a vítima, mas sabia muito sobre a vida …

A lei que torna Chico Mendes patrono do meio ambiente brasileiro - LEI No 12.892, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2013 - foi sancionada pela presidenta Dilma Rousseff e publicada em 16/12/2013 no Diário Oficial da União. O líder seringueiro, morto há 25 anos, ficou conhecido internacionalmente por sua luta em favor da categoria e da proteção da Floresta Amazônica.

A lei que torna Chico Mendes patrono do meio ambiente brasileiro - LEI No 12.892, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2013 - foi sancionada pela presidenta Dilma Rousseff e publicada em 16/12/2013 no Diário Oficial da União. O líder seringueiro, morto há 25 anos, ficou conhecido internacionalmente por sua luta em favor da categoria e da proteção da Floresta Amazônica.

Machado de Assis em 1890, no Rio de Janeiro, fotografado por Marc Ferrez. Bruxo do Cosme Velho. Homem do subterrâneo. Um mestre na periferia do capitalismo. São muitos os modos de se refererir a Machado de Assis. Negro pobre em 1800 no Rio de Janeiro, Poliglota! Embranqueceram ele em algumas propagandas e imagens por aí, como naquele comercial comédia da Caixa Econômica... Que inclusive teve que ser refeita depois. Joaquim Maria Machado de Assis, Salve

Machado de Assis em 1890, no Rio de Janeiro, fotografado por Marc Ferrez. Bruxo do Cosme Velho. Homem do subterrâneo. Um mestre na periferia do capitalismo. São muitos os modos de se refererir a Machado de Assis. Negro pobre em 1800 no Rio de Janeiro, Poliglota! Embranqueceram ele em algumas propagandas e imagens por aí, como naquele comercial comédia da Caixa Econômica... Que inclusive teve que ser refeita depois. Joaquim Maria Machado de Assis, Salve

Pinterest • O catálogo mundial de ideias
Search