Pinterest • O catálogo mundial de ideias

Explora Livro Contém, Este Livro e outros!

Este livro contém entrevistas e material que apresenta cenas de profissionais da área em ação, lidando com os considerados desafios da profissão. O autor procura revisitar a história da fotografia no mundo e inclui histórias de fotografias premiadas. Inclui ainda capítulo sobre multimídia que apresenta o mundo da reportagem, captura de som e reportagens em vídeo para internet e televisão e um capítulo sobre vídeo que mostra as técnicas e ferramentas para fazer filmes e narrativas em vídeo.

A autora realizou uma pesquisa em bibliotecas de São Paulo, Nápoles, Roma e Paris, servindo como base para uma discussão das relações entre fotografia e artes visuais centrada em três eixos abordados nesta obra - Da 'fotografia artística' à fotografia moderna; As convergências com a ciência - da captação do movimento ao fotodinamismo; A utilização de elementos da comunicação de massa - John Heartfield; Gustav Klutsis, Aleksandr Ródtchenko e El Lissitzky; Francis Picabia.

Para Henri Cartier-Bresson, o objetivo da fotografia era captar o momento decisivo de uma cena ou evento. Geoff Dyer, que não é fotógrafo mas escritor, está interessado em captar o oposto - a continuidade, os temas que se repetem e se renovam, as fotos que dialogam umas com as outras ao longo da história da fotografia. Longe do manual acadêmico e dentro da melhor tradição do ensaio, este livro é como uma conversa, em que um assunto puxa outro livremente, ao sabor da inspiração.

Esta obra busca interpretar as diferenças entre os dois meios, pois, segundo a autora, o problema não está em classificar as imagens como pintura ou fotografia, mas em entender de que forma as técnicas afetam o funcionamento de determinada imagem dentro das categorias culturais de arte, ciência e tecnologia. Seu objetivo é determinar o como, o porquê e o para quê dessa analogia ou diferença e, a partir daí, abordar os modos de participação desses meios nas formas de arte atuais.

Neste livro, o autor descreve os contornos da estética da fotografia e, dessa forma, permite ao leitor perguntar-se sobre o status de arte que ela pode ter, enfocando as questões teóricas que não deixam de surgir. Uma reflexão que se apoia sobre a análise de diversas obras fotográficas.

O fotógrafo Robert Doisneau (1912-1994) tem agora parte de seus mais de 400 mil negativos reunidos no livro 'Paris Doisneau'. A edição dá continuidade à publicação de clássicos da fotografia mundial no catálogo da Cosac Naify, que inclui títulos de artistas como Henri Cartier-Bresson e Robert Capa. O volume mostra a capital francesa e seus personagens em imagens e anotações extraídas de cadernos pessoais do fotógrafo.

Em 'O Fotográfico', Rosalind Krauss ataca a fotografia. Primeiro, demonstra que é errôneo pensar a fotografia a partir dos critérios históricos e taxinômicos que são utilizados na pintura (o universo da fotografia é o do arquivo, não o do museu, e é impossível entender a obra de Atget se antes não se leva em consideração este fato). Segundo momento lógico - define a fotografia como um campo artístico específico.

de Fotografia DG - Referência em Dicas de Fotografia

Livro Pensar, Sentir, Ver – Percepção e Processo em Fotografia

livro-pensar-sentir-ver-percepcao-e-processo-em-fotografia